Sábado 26 Maio 2018

Eletroencefalograma (EEG)

eua

Conceito do método e aplicações

EEG quantitativoO Eletroencefalograma (EEG) é uma medida que permite visualizar a atividade generalizada do córtex cerebral. O método é não-invasivo e não doloroso e utiliza cerca de 32 eletrodos fixados na cabeça com adesivo condutor em posições-padrão e conectados a canais de amplificadores e sistemas de registro.

O EEG registra as ondas cerebrais e mede as pequenas flutuações de voltagem entre os pares selecionados de eletrodos, examinando as diferentes regiões do encéfalo. Para isso é necessária a contribuição das pequenas voltagens de milhares de neurô¬nios, ativados conjuntamente, para o sinal ser suficientemente intenso e ser detectado na superfície do crânio. Os cabos dos pares de eletrodos estão conectados a amplificadores, que por sua vez comandam uma caneta de registro que forma um conjunto de traçados irregulares simultâneos.

Os ritmos do EEG variam e se relacionam com determinados estados do comportamento e com patologias. Em função disso, ele pode ser usado para mensuração das funções cognitivas, diagnóstico e avaliação da eficácia de tratamentos. Nosso grupo de pesquisa utiliza o EEG para estudar as funções cognitivas, o comportamento e a dinâmica do processamento da dor, verificando os circuitos cerebrais específicos envolvidos em condições de dor crônica como dor neuropática e sensibilização central.

Figura 1: Colocação dos eletrodos de 32 canais, de acordo com o sistema internacional 10-20.

Fonte: Lin YP, Yang YH, Jung TP. Fusion of electroencephalographic dynamics and musical contents for estimating emotional responses in music listening. Front Neurosci, 1;8:94, 2014 May.

Rua Ramiro Barcelos, 2350 - sala 2201E  | Porto Alegre/RS

Scroll to top