Sábado 26 Maio 2018

Estudos Farmacológicos

eua

Conceito do método e aplicações

estudos famacologicosA melatonina destaca-se por ser um neurohormônio, produzido principalmente no escuro pela glândula pineal. Com sua ritmicidade, exibe ação sistêmica e diversificada em processos fisiológicos e patológicos, por apresentar receptores amplamente distribuídos a nível medular e cerebral e ter ações antiinflamatória, analgésica, entre outras.

É possível que parte do efeito da melatonina seja explicado pela ação neuromoduladora que pode modificar mecanismos de neuroplasticidade. Sabe-se, que parte de seu efeito é mediado por sistemas neurobiológicos intrinsecamente relacionados ao processamento da sinalização nociceptiva e implicados nos mecanismos de neuroplasticidade como o serotonérgico, opiódérgico e gabaérgico. Além disto, a melatonina tem potente efeito antiinflamatório possivelmente mediado pela regulação neuroimune, atenuando importante via implicada no desencadeamento e manutenção do processo de neuroplasticidade maldaptativa que concorre para a dor crônica. Nosso grupo de pesquisa tem estudado o efeito da melatonina na dor e inflamação. No momento, estudamos o efeito da melatonina em associação com a ETCC no limiar de dor, excitabilidade cortical e marcadores biológicos séricos.

 

FONTE: http://www.askme-jo.com/category/melatonin

Projetos vinculados

EFEITO DA MELATONINA À ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA TRANSCRANIANA DE CORRENTE CONTINUA NA NEUROPLASTICIDADE E NO LIMIAR DE DOR EM SUJEITOS SAUDÁVEIS

Rua Ramiro Barcelos, 2350 - sala 2201E  | Porto Alegre/RS

Scroll to top